O Alzheimer é uma alteração neurodegenerativa primária que costuma se apresentar com maior frequência em pessoas com mais de 65 anos, ainda que também possa ocorrer, em menor porcentagem, em pessoas mais jovens. Quando uma pessoa sofre de Alzheimer, começam a ocorrer mudanças microscópicas no tecido de certas partes do cérebro e perdas constantes de uma substância química chamada acetilcolina, que é vital para o funcionamento do cérebro. Esta substância está relacionada com a comunicação das células nervosas e atividades mentais como o aprendizado, a memória e o pensamento.
Existem estudos que comprovam a existência de fatores que influenciam no desenvolvimento da doença. Sabendo da importância que isso tem e do problema que o Alzheimer cria nas pessoas, separamos 5 dicas para prevenir o desenvolvimento do Alzheimer:

Controlar os fatores de risco vascular

Manter equilibrados os níveis de colesterol, açúcar e hipertensão arterial.

Atente para a alimentação

É muito importante manter uma alimentação saudável, já que é comprovado que alguns alimentos podem influenciar a possibilidade de desenvolver o Alzheimer. Você deve aumentar o consumo de alimentos ricos em gordura “boa”, ou monoinsaturada, como as nozes, castanhas, amêndoas, amendoim, pistache, abacate, canela e azeitonas, e gordura poli-insaturada, como ômega 3 e alimentos de folhas verde escura. Outros nutrientes como a vitamina E, presente no gérmen de trigo, cereais com casca, folhas verdes e nozes, vitamina B12 em produtos animais, vitamina B9 (ácido fólico) em alimentos como ervilhas, vegetais verdes, laranjas. Reduza o consumo de carne vermelha, alimentos refinados, manteigas e gorduras derivadas de laticínios.

Fazer mais exercícios

O exercício físico é ótimo para a saúde em geral e também para prevenir o Alzheimer. Diversos estudos encontraram evidências de que 2 horas semanais ou mais de atividade física reduz o risco de desenvolver esta doença.

Não fumar

O tabagismo é um dos fatores de risco do Alzheimerpois foi encontrado que as pessoas que fumam têm uma maior chance de sofrer com a doença do que aquelas que se mantêm longe do cigarro. Se você ainda não conseguiu se livrar deste hábito, recomendamos buscar alternativas para parar de fumar.

Incrementar a atividade cognitiva

As atividades cognitivas podem evitar e prolongar de alguma forma o aparecimento de uma doença como o Alzheimer. Vários estudos determinaram que estas atividades são um exercício para as funções cerebrais e a memória, por isso poderiam ser chaves na prevenção do Alzheimer.
Ou seja, o Alzheimer é uma doença prejudicial à saúde física e principalmente mental. Previna-se contra esse mal realizando as dicas acima e lembre-se: Um corpo saudável provém de uma mente saudável!